Pata Pata

A Copa da África do Sul está sendo uma bela celebração. Embora ainda haja terríveis desigualdades e desmandos, é emocionante ver um povo que foi tão horrendamente oprimido manifestar sua alegria, seu contentamento e sua cultura como os sul-africanos tem feito.

E não há como falar em cultura sul-africana sem lembrar da Mama Africa, Miriam Makeba, que além de grande cantora foi importante ativista anti-apartheid. Exilada, impedida de entrar em sua terra natal e por fim tendo sua cidadania revogada, Makeba representou na música o que Mandela e Desmond Tutu representaram no ativismo político.

Sua canção símbolo, Pata Pata, foi cantada pela linda cantora Lira na festa de abertura da Copa.

Portanto, discordo do (esteticamente belo) comercial da ESPN narrado pelo Bono, que diz que isso (a copa) não tem nada a ver com política, com direitos. Tem sim tudo a ver. Tem a ver sim. Tem a ver com o resgate da cidadania de um povo inteiro.

Anúncios

3 Respostas para “Pata Pata

  1. Mesmo estando de acordo com o pregado por Mandela, de levar uma vida sem rancor e recalques, de olho apenas no futuro (sem esquecer o passado, claro), que Clint Eastwood idealizou em “Invictus”, eu continuo achando que seria uma trágica ironia a Holanda ser campeã na África do Sul.

  2. Fabio Martelozzo Mendes

    Indeed.

    A vitória da Espanha foi providencial, tanto se tratando de futebol quanto de história.

  3. A áfrica sempre produz grandes sons.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s