A vida é boa demais

O grupo islandês The Sugarcubes é o responsável pelo canto do cisne da New Wave que varrera a música mundial desde 1977. O ano é 1989 (aliás, annus mirabilis em matéria de música, que viu o lançamento de L’eau rouge dos Young Gods, Freedom do Neil Young, New York do Lou Reed, Bizarro do Wedding Present, Disintegration do The Cure e algumas outras pequenas obras primas da música) e o álbum é Life’s Too Good.

O Sugarcubes é uma banda que se equilibra entre os polos de Bjork Guðmundsdóttir (entenderam porque ela é conhecida só pelo primeiro nome?) e Einar Örn, com uma música simples, mas climática, vibrante e energética. A musicalidade ao mesmo tempo anacrônica e idiossincrática, talvez fruto do isolamento de se viver na Islândia (em época pré-imediatismo internético) é deliciosa, fresca e bela. Como era fresca e bela Bjork aos  19 anos de idade.

O disco abre com a sorumbática Traitor, prenunciando o clima do que viria a seguir. Depois das pops e dançantes Motorcrash e Delicious Demon, somos apresentados ao núcleo da obra da banda. Birthday, Coldsweat, Deus e Blue Eyed Pop.

Essas canções apresentam a expressão vocal de Bjork no seu auge, oscilando entre a delicadeza de Deus à dissonância rasgada de Birthday. A contribuição contida de Örn acrescenta o toque necessário de dramaticidade às canções pop, perfeitas, bem acabadas do álbum. Depois há a divertida Sick for Toys e o impagável rockabilly de Fucking in Rythm & Sorrow.

O álbum representou a estréia, o auge e o canto do cisne dos Sugarcubes. O segundo álbum não manteve o mesmo nível, até pelo desequilíbrio, já que Einar Örn passou a assumir um papel mais presente nas canções, berrando feito um louco e abafando a voz da Bjork. Aliás, nem em carreira solo (embora fosse por décadas a musa dos moderninhos de butique) Bjork chegou perto do que mostrou neste álbum. Pois é. A vida é boa demais. Pena que é curta.

Anúncios

Uma resposta para “A vida é boa demais

  1. Pingback: Os já não tão jovens deuses « Por quem os sinos dobram-blog de Fabio M

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s