Mortalidade na blogosfera

Quando eu comecei a fazer este blog coloquei alguns links bacanas ao lado. São sites que eu costumo visitar, que acho legais ou mesmo sites de amigos. Mas pelo visto eu não dou muita sorte para os blogueiros não…

Em agosto foi o Idelber Avelar, do site Biscoito Fino e a Massa. O blog foi por anos e anos uma referência no pensamento de esquerda, do debate político que fugia da falta de assunto “petralhas x direitobas” que domina a blogosfera política brasileira.

Depois, ainda em agosto, foi a vez do Pedro Dória. Blogueiro cujo maior mérito (segundo o próprio) é a descoberta de Bruna Surfistinha. Balela. O blog era o mais inteligente ao tratar as questões de política internacional (embora seus comentaristas muitas vezes chafurdassem na bobagem “petralha x direitoba”), além de discorrer com leveza sobre assuntos diversos, tecnologia, sexualidade, etc.

Em novembro parou o Darwininano, blog do Darwinista (também conhecido por Marcelo, comentarista do Pedro Dória e do blog da Trivela), que tratava de política, biologia, ecologia, música e afins.

E após eu colocar um banner neste blog para Os Viralata, fiquei sabendo logo no início de 2010 que o Albano, cujo blog pessoal também hiberna, tirou o site de literatura independente do ar. Vender livro independente não é mole. A justificativa do Albano é que no natal (teoricamente a época mais propícia para vender o que quer que seja) apenas quatro volumezinhos foram vendidos. Me senti um pastel, pois tinha acabado de postar no blog, Twitter e outros meios a minha recomendação ao referido site. Aparentemente meus poucos mas fiéis leitores não foram o suficiente para evitar o fechamento do interessante site.

Agora, para fechar o obituário internético, descubro que um dos melhores blogs de política (e tudo o mais) que existe na internet, o Hemenauta, fechou. Veja o que o Na Prática a Teoria é Outra disse sobre o cara: “o Hermenauta era o único blog brasileiro comparável aos grandes lá de fora. Em vários momentos, doutrinou completamente a grande imprensa.”

Pois é, amigos. Resitam. Se houver algum blogueiro supersticioso cujo link encontra-se ao lado e quiser retirá-lo, deixe um comentário 🙂 Infelizmente a internet perde bastante com essas desativações.

Anúncios

Uma resposta para “Mortalidade na blogosfera

  1. não dá pra não parafrasear o Juca: “seria cômico, se não fosse trágico”

    heheheehe
    que coincidência macabra!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s