A implosão de um time

Eu queria escrever alguma coisa sobre a implosão do Palmeiras, de um time que abrira 5 pontos de vantagem sobre o segundo colocado, tinha defesa sólida e ataque eficaz para se transformar hoje numa patética caricatura de si mesmo. Mas a parte tática do time foi excelentemente bem analisada pelo Eduardo Cecconi, do blog Preleção.

Qual será o futuro do “Muricybol”?

Diagrama tático do Palmeiras no primeiro tempo contra o Sport

Rodada a rodada o Palmeiras demonstra que esgotaram-se as forças do seu 3-5-2 brasileiro. E, para minha incredulidade, o técnico Muricy Ramalho resiste a qualquer alternativa tática. Parece-me – não quero cometer injustiça, portanto aceito opiniões contrárias a esta observação – que Muricy está bitolado pelo “Muricybol”, este esporte diferente que ele inventou, baseado no futebol.Contra o Sport Recife, ontem, o Palmeiras tentou disfarçar-se em um 4-4-2, mas não conseguiu. Na teoria, a equipe tinha uma linha defensiva de quatro jogadores (os laterais Figueroa e Armero, mais os zagueiros Danilo e Maurício) e um losango no meio-campo (Edmílson no primeiro vértice, dois volantes pelos lados – Souza e Sandro Silva – e Diego Souza de ponta-de-lança). Na frente, Ortigoza e Obina.

Mas, na prática, Edmilson logo se posicionou como um “zagueiro pela direita”, obstinado na cobertura de Figueroa. Ele saiu do posicionamento inicial (representado no diagrama tático pelo número 1 circulado) e passou a jogar como um guardião da lateral. Em dez minutos, o Sport marcou um gol – e, pasmem, por aquele setor ultra-protegido. Qual foi a primeira decisão de Muricy? Imediatamente, admitir o 3-5-2, levando Edmílson para a “sobra” (posição 2 no diagrama tático), escancarando seu predileto sistema tático. O falso 4-4-2 durou 10min.

Continua aqui.

O post analisa com bastante competência a tática utilizada nas últimas partidas. Utilizada não. Insistida, mesmo tendo sido provado sua fragilidade e defeitos, a despeito da falta de peças de reposição para as ausências dos jogadores-chave.

Mas o post analisa a tática de maneira isolada, sem o contexto do campeonato todo. Se isso for feito, a coisa fica ainda pior.

Com o Jorginho o time era armado num insinuante 4-4-2 (4-2-2-2) com Pierre e Edmílson (ou Souza) à frente da linha de zaga, Cleiton Xavier e Diego Souza armando para Obina e William ou Ortigoza. O time era ofensivo e ainda tinha uma defesa sólida. E alternativas táticas, pois contra o Flamengo no primeiro turno o time entrou com um 4-2-3-1 com Diego Souza, Cleiton Xavier e Deyvid Sacconi de armadores se alternando no apoio a Ortigoza.

Com Muricy as alternativas táticas sumiram.

Mas não foi o único problema. Um elenco mal montado, sem peças de reposição à altura para as ausências na zaga e meio-campo. Mas ainda assim sub-utilizado pelo técnico. Com a ausência de Diego Souza, Cleiton Xavier mostrou-se incapaz de liderar o time e fazer a aproximação ao ataque. Com a ausência de Cleiton Xavier, Diego Souza ficou sobrecarregado. Em ambos os casos Deyvid Sacconi poderia ter sido útil como havia sido provado ser na gestão do Jorginho.

Portanto táticas equivocadas, excesso de contusões, contratações que não vingaram solaparam as chances do Palmeiras ser campeão. Mas a inabilidade do treinador e a falta de reação e atitude do elenco  enterraram definitivamente as pretensões do Palmeiras. E nesse aspecto o menos a ser cobrado seria o presidente do clube. Bancou a contratação do técnico mais caro do Brasil no momento, aquele que havia sido três vezes seguidas campeão (sendo vice no controvertido campeonato de 2005  das anulações do Zveiter e a arbitragem do Márcio Resende de Freitas), bancou a manutenção de todo o elenco, mesmo recebendo propostas por Pierre e Maurício Ramos (além das sondagens a Diego Souza e Cleiton Xavier) e contratou um jogador top de linha para os padrões do Brasileirão. Mas isto é futebol. Sem atitude em campo, nada sobrevive.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s