Tem certeza que este campeonato está bom?

Resultados das últimas duas rodadas:
28ª: Palmeiras 2 x 2 Avaí (primeiro contra nono colocado). Cruzeiro 3 x 0 Goiás (11º contra 4º), Botafogo 3 x 1 Atlético MG (17º contra 3º), São Paulo 2 x 2 Coritiba (2º contra 15º).

atletico botafogo

29ª: Náutico 3 x 0 Palmeiras (18º contra 1º), Flamengo 2 x 1 São Paulo (6º contra 2º), Atlético MG 0 x 1 Cruzeiro (4º contra 9º), Goiás 1 x 1 Sport (5º contra 19º), Inter 1 x 1 Atlético PR (3º contra 14º).

são paulo coritiba

Isto mostra a incrível superioridade do campeonato brasileiro frente a outros campeonatos de futebol ao redor do mundo, afinal de contas é o campeonato mais equilibrado e imprevisível, todos os times brasileiros tem muita qualidade e nós somos o único país do mundo que tem 12 ou 13 postulantes ao título. Certo? Mais ou menos…

É verdade que o campeonato brasileiro é um dos mais equilibrados e que ocorrem  resultados inesperados com maior frequência que em terras estrangeiras. Mas a que custo?

Não custa lembrar que o mesmo Náutico que bateu o Palmeiras seja o pior mandante do campeonato brasileiro. O mesmo Botafogo que bateu o Atlético MG, quase perde para o Avaí, time com elenco e pretensões bem mais modestas que seu colega mineiro. O mesmo Coritiba que empatou com o São Paulo no Morumbi, perdeu em casa para o fraquíssimo Barueri. E o mesmo Sport que arrancou um ponto contra o Goiás fora de casa, perdera em casa para o irregularíssimo Santos.

Ou seja, o equilíbrio e os resultados inesperados se dão mais por falhas e erros dos times de cima que por força dos times de baixo. Não há um equilíbrio de forças. Há um equilíbrio de fraquezas.

Ainda que pesem as ausências de Miranda (SPFC), Diego Souza (Palmeiras) e Diego Tardelli (Atlético MG) é quase inadmissível que no futebol moderno existam ainda times que dependam de um único atleta. Pior, que não contem com um único substituto para determinado jogador.

Este é o caso do Palmeiras. Líder pela complacência de seus perseguidores. O elenco do líder não conta com um único reserva à altura para seus meias (Diego Souza e Cleiton Xavier) e o reserva de seu lateral direito é um volante improvisado (Wendel). O Palmeiras tem de contar com a polivalência de Marcão para cobrir as ausências dos titulares da lateral esquerda ou da zaga, sendo que o  Marcão é um jogador lento, de idade bastante avançada e sem condições físicas para apoiar e voltar com velocidade para recompor a defesa.

E o principal destaque do campeonato é um jogador que já estava aposentado e voltou para seu clube como parte do acordo de quitação de dívida, o Petkovich. Não cabe comparação com Ryan Giggs, que está jogando um futebol de primeira categoria primeiro porque Giggs não é o principal jogador do campeonato, como também não o é do seu time. Ele não joga todos os jogos, portanto tem tempo para se recuperar fisicamente para poder exibir seus dotes. Nem isso o Petkovich tem. Ele joga de quarta e domingo, portanto sendo destaque mesmo estando fisicamente desgastado.

nautico palmeiras

Falta de regularidade, de padrão de jogo, elencos limitados e pouco preparados para um campeonato longo e com muitas rodadas no meio de semana. Eis a tônica dos times, mesmo os líderes, do atual campeonato brasileiro. Nenhum dos times demonstrou ter força ou pinta de campeão. O Palmeiras é líder por ser o time que menos tropeços levou, não por ser o time que mais imponha seu jogo aos adversários.

E eis que voltamos à velha discussão: o que vale mais, campeonatos de alta qualidade técnica, com craques em praticamente todas as equipes, porém com resultados e posições previsíveis ou campeonatos equilibrados, nem que seja à base do nivelamento por baixo? Pois se duas semanas atrás comentei sobre a fraqueza dos campeonatos inglês e espanhol, agora a fraqueza do brasileirão salta aos olhos implacavelmente.

Anúncios

9 Respostas para “Tem certeza que este campeonato está bom?

  1. Seu texto foi perfeito. Concordo plenamente e não tenho nada para falar. Apenas elogiar. =)

    Só não entendi o Petkovich. Sei que a pronúncia é essa. Mas seria melhor Dejan Petkovic mesmo.
    Ou então Dejan Petković.

    Inté

  2. Fabio Martelozzo Mendes

    Ah… Philippe. É que eu estava com preguiça de checar o Google pra ver como escrevia o nome do cara. 🙂

    Sabia que esse é um dos principais usos do Google? Conferidor ortográfico :-))

  3. Fabio,
    Não apontaria o Petkovic como o destaque do campeonato. Penso que esse “título” cairia bem melhor em nomes como Diego Souza, Adriano e Diego Tardelli. Diria que o Pet é uma grata surpresa, até pela baixa expectativa que sua contratação gerou.
    Abraço.

  4. Fabio Martelozzo Mendes

    Talvez não principal destaque, mas grande surpresa. Tem razão.

    Mas é ele, não Adriano, quem está carregando o Flamengo. Daí meu comentário.

    Abraços.

  5. Penso um pouco diferente. Para o time, Petkovic funciona como arco e o Imperador como flecha. Ambos se complementam.
    Em termos de destaque, Adriano brilha até mais por disputar a artilharia do campeonato.
    Diria apenas que o momento é do Pet.
    Abraço.
    Ps: Ah, e amanhã tem Verdão vs Mengão 🙂

  6. Fabio Martelozzo Mendes

    Tô quase decidindo por ir ao Palestra.

    Esse é o jogo da arrancada ao título. Arrancada do Palmeiras, diga-se 🙂

    No mais, concordo contigo.

    Abraços.

  7. Acontece que às vezes Petkovic é arco e flecha ao mesmo tempo. Não, não cobra o escanteio e corre para cabecear – ele manda de lá mesmo. Que o diga Marcos, já é o segundo em cima do goleiraço.

    É interessante notar que nesse campeonato, na segunda metade do segundo turno, todo mundo caiu de produção, notadamente os da parte de cima – daí ninguém ter defenestrado o Palmeiras da liderança mesmo com os tropeços deste.

    Podem citar o Flamengo ou o Cruzeiro, mas estas foram recuperações modestas, ainda estão longe do G4. Não podem ser comparadas, por exemplo, com a reação do Avaí este ano ou com aquela que talvez seja a maior de todas, a do Goiás de Fabão, Josué, Danilo, Araúo, Dimba e
    Grafite no ano de (deixa eu googlar) … 2003.

    Espero coisa semelhante do meu Fluminense (mesmo porque não há outra alternativa).

  8. Fabio Martelozzo Mendes

    Anrafel. Sorry, mas eu não queria estar na tua pele.

    Afinal, a magnífica arrancada do Goiás no longínquo ano ocorreu no segundo turno. Agora resta pouco mais de um terço de turno…

  9. Será que o Flamengo consegue chegar? que seja libertadores mesmo… mas será que chega, pelo menos na libertadores?
    Eu sou rubro-negro, mas por isso mesmo sei que esse time do Flamengo é bem amarelão.. na hora do vamo ver costumam entregar a rapadura…
    eu só acredito vendo.. no final de tudo, se conseguirmos a classificação, aí eu… aí eu… aí eu… bem… aí eu vou comemorar pra cacete!! tenho que falar porra nenhuma não.. obrigação deles é essa mesmo! jogadores caríssimos que não ganham nada, além de carioca… obrigação era a libertadores mesmo.. mas por ser o Flamengo o que é, os jogadores que são, bom… prefiro conter a euforia.. eu até sacaneio às vezes, mas é só de onda mesmo.. no fundo eu não acredito não.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s